quinta-feira, 28 de junho de 2012

Os Delírios de Consumo de Becky Bloom - Sophie Kinsella



"Rebecca sou eu. São minhas irmãs. São todas as minhas amigas que já saíram para comprar um chocolate e voltaram para casa com um par de botas. Rebecca é todas as mulheres (e homens) que já se viram parados diante de uma vitrine e souberam, com certeza absoluta, que precisavam comprar aquele casaco e… ai, meu Deus, calças que combinassem com ele!”

O livro narra a história de Rebecca Bloomwood, uma jornalista consumista ao extremo, que não se dá conta de que é uma consumidora compulsiva e tem sérios problemas financeiros. Ao longo do livro, é impossível segurarmos as risadas com as confusões em que Becky consegue se meter e nas situações criadas por ela mas também ficamos com o coração apertado diante das situações difíceis que ela tem que encarar graças aos problemas que o consumismo excessivo causa. Todo o homem e toda a mulher possuem uma Becky Bloom dentro de si e a autora chama a atenção para esse problema cada vez mais comum, mas de uma forma cativante, divertida e com um ótimo humor.

Esse livro agrada a todos sem desfavorecer ninguém. É óbvio que muitos que já leram esse livro sentiram uma pontinha de inocência na personagem principal. Mas nem todas as pessoas que tem um problema conseguem se dar conta disso. Chick-Lit não é meu estilo favorito de leitura e Sophie Kinsella é a responsável por eu gostar um pouco desse gênero. Os livros dela me cativaram de uma forma incrível e é difícil eu gostar de alguma outra escritora do gênero.

Ah, também tem o filme! Enfim, o filme é muito engraçado, leve e gostoso, eu também recomendo, mas é MUITO diferente do livro. A primeira grande diferença é a história se passar em Nova York, quando a história original do livro se passa em Londres. Sim, Becky Bloom é britânica e não americana! Comparado ao livro, o filme é ruim. Mas se esquecermos da história do livro, o filme é bem legal. É engraçado, com um humor leve e sensível. Sem falar na ótima atuação da Isla Fischer como a Becky Bloom. Achei-a perfeita para o papel. É incrível o quanto ela realmente se parece com a Becky! Mas para quem gosta do filme, recomendo a leitura do livro. Vocês vão gostar mais ainda da Becky e com certeza vão achar o livro melhor que o filme, apesar da adaptação cinematográfica ser legal.

3 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Anne! Estou ansiosa para ler Os Delírios de Consumo de Becky Bloom! Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Como o filme eh de fato bom ainda gosto dos dois XD eh como gostar de irmãos gemeos eu acho rsrsrsrsrs ambos são bonitinhos e cada um tem sua personalidade :)

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu já li quase toda a série da Becky. Falta apenas "Mini Becky Bloom: Tal Mãe, Tal Filha". Ganhei o livro, mas ainda não pude ler. Agora, deu uma saudade e como estou de férias, provavelmente, irei ler. AHH, EU AMO A BECKY! *--*
    Eu também amo Chick Lit e a Sophie é uma da minhas autoras favoritas. Sem ser da série, dos livros dela lançados no Brasil, só falta ler "Menina de Vinte", e o novo livro dela que será lançado "Fiquei com o seu número".
    Em minha visão, o filme é uma mistura de "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom" e "Becky Bloom: Delírios de consumo na 5ª Avenida", porque no segundo livro a Becky vai morar em Nova Iorque. Tem outras coisinhas que acontecem nos livros que também acontecem no filme, mas não vou contar porque é muito spoiler, rs.
    Amei a resenha porque me deu vontade de ir para o meu quarto, pegar o 6º livro e ler! HSUAHSUAHSUA
    Beijos!

    ResponderExcluir