quinta-feira, 28 de junho de 2012

O Leitor - Bernhard Schlink


Acredite ou não: esse é o único livro que li em toda a minha vida do qual achei o filme infinitamente melhor. Isso mesmo: gostei mais do filme do que do livro. Achei o filme bem feito, as atuações dos atores impecáveis e também uma história muito bonita. O livro, por sua vez, achei parado, cansativo, sem emoção nenhuma.


Em minha opinião, o autor pecou em um detalhe cada vez mais comum: a narrativa. Livros narrativos demais cansam. Os diálogos são fundamentais em uma narrativa, mas existem autores que se empolgam demais e o livro acaba ficando chato e cansativo de ler por conta deste único fato. Foi o que aconteceu com “O Leitor”. Outra coisa da qual não gostei foram as palavras que o autor usou durante a narração. Achei-as um pouco “medievais” demais. Não sei explicar corretamente, mas tinha vezes em que eu achava que o livro estava mais para uma poesia do que para um romance.

Esses pequenos detalhes impediram que a leitura fluísse, então, acabei abandonando o livro. Recomendo a leitura desse livro para o pessoal com paciência. Mas para quem não gosta de uma leitura morna, parada e um pouco cansativa, assim como eu, não recomendo. Para quem também não conseguiu prosseguir na leitura, pode ver o filme tranquilamente que com certeza não estará perdendo nada com relação ao livro. Eu nunca imaginei que iria dizer isso, mas nesse caso o filme é superior ao livro. Avalio com duas estrelas porque a história é boa, mas a narrativa do autor é o que realmente deixa a desejar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário