domingo, 25 de março de 2012

O Centauro no Jardim - Moacyr Scliar



Olá pessoal, como estão? Como quem acompanha o blog já sabe, estou completamente imersa nos estudos para o vestibular, portanto não disponho mais do tempo livre que tinha antes para me dedicar às leituras do Desafio Literário e também para participar mais ativamente aqui do blog. Mas como estou lendo os livros das leituras obrigatórias da UFRGS e gostando – milagre! – decidi compartilhar com vocês essas experiências de leituras que estão sendo bem interessantes para mim.

“O Centauro no Jardim” é um dos livros mais legais da lista de leituras obrigatórias da UFRGS. Não digo que é o mais legal porque estou lendo outros que também estão sendo bem interessantes, como “Feliz Ano Novo” do Rubem Fonseca e “O Filho Eterno” do Cristovão Tezza. Mas sem dúvida escolheram um ótimo livro e um ótimo escritor para ajudar o Simões Lopes Neto a representar o Rio Grande do Sul nessa lista.

O livro, como todos os demais do Scliar, possui uma linguagem bem clara e objetiva, que não cria empecilhos ao longo da leitura. O livro pode ser fantasioso demais em alguns trechos, mas é cheio de reviravoltas e conflitos que sem dúvida prendem o leitor até a última página!

Eu achei a história, como um todo, simplesmente genial. Scliar conseguiu encaixar fantasia e realidade com grande maestria neste livro. Para quem olha de longe e percebe que se trata da história de um centauro que nasce numa família judia vinda da Rússia, pensa: “mas que loucura!”. Admito que também pensei assim quando li a sinopse do livro, mas ao me aprofundar mais na história e ir lendo a trama se desenrolar ao longo das páginas, não teve como não me sentir envolvida. Foi um dos livros mais legais que já li e também uma surpresa, pois foi uma leitura de vestibular e todos conhecem a fama que as leituras do vestibular possuem, não é mesmo?

Apenas não curti muito o final. Ficou meio subentendido, sabe? Do tipo “tire a conclusão que quiser.” Não curto muito final assim... Gosto de finais claros, objetivos, onde o autor deixa bem claro e explícito o que aconteceu com cada personagem, qual final eles tiveram e etc... Infelizmente não é bem assim o final de “O Centauro no Jardim”. Mas tirando isso e algumas partes que também não me agradaram muito – que não posso revelar quais são porque estaria fazendo spoiler – o livro é muito bom. Leitura mais do que recomendada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário