quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

Meu Nome é Número 4 - Ting-Xing Ye


Olá pessoal!

Sei que estou sumida e que as leituras do meu desafio literário estão bem atrasadas, mas não é por falta de motivos. As aulas estão se aproximando e recebi recentemente a notícia de que terei provas já na primeira semana de março, então estou estudando e me dedicando um pouco mais, ficando um pouco sem tempo pro blog. Peço desculpas, mas sempre que der estarei aqui com vocês.

O livro resenhado da vez será “Meu Nome é Número 4” da escritora chinesa Ting-Xing Ye. Esse livro foi lido através de uma cortesia no grupo Livro Viajante do skoob. Quem ainda não participa, está perdendo tempo!

Mas então, vamos ao que interessa?

Como todos já sabem, eu adoro livros que falam sobre culturas e costumes diferentes, épocas onde as coisas eram mais simples do que atualmente. Esse livro é o exemplo perfeito disto. Ting-Xing Ye narra um dos episódios mais sombrios da história da China: a Revolução Cultural e todas as conseqüências terríveis que ela, juntamente com o governo comunista, trouxe ao país.

Em diversos momentos da leitura, eu tentei me imaginar no lugar dela: com os pais mortos, com todos os bens da família confiscados, sendo humilhada por ter origens capitalistas na família, ter de ser separada de todos os irmãos, ser obrigada a se mudar para o pobre interior do país para trabalhar na zona rural e perder o direito de estudar. Eu não teria suportado, sinceramente. Mas Ting-Xing Ye suportou. E através desse livro, nos conta sua linda história de perseverança.

Além de aprender muitos fatos históricos com esse livro – aprende-se muito sobre a história daquela época na China, o que de fato acontecia visto pelos olhos de uma pessoa que passou por tudo isso – nós nos surpreendemos com o que Ting-Xing Ye sofreu para chegar onde chegou. O que nos consola é que a história dela tem um final feliz, mas mesmo assim, é muito comovente ver pelo que ela teve que passar para vencer na vida.

O livro também é de fácil leitura, a narrativa prende e você termina de ler rapidinho. Não há muitas palavras complicadas ou empecilhos que possam te impedir de prosseguir na leitura.

Apesar de ser um livro muito triste, ver tudo o que você tinha e tudo em que acreditava ser perdido por causa de um governo fanático e opressor, é uma linda história de perseverança que nos faz acreditar que você pode vencer, não importam os obstáculos e as adversidades. Uma linda lição de vida. Tem gente que reclama do Brasil, mas não sabem o que muitas pessoas já sofreram e ainda sofrem por causa de ditaduras terríveis e severas. Há pessoas que não tem a consciência do quanto nós, brasileiros, somos afortunados. Recomendo!

3 comentários:

  1. Que bom que gostou tanto quanto eu! A sua resenha traduziu exatamente o que eu senti quando li, pelo jeito temos a mesma 'mania' de nos por no ligar dos personagens. Não sei como ela conseguiu.

    Lynne

    ResponderExcluir