domingo, 19 de fevereiro de 2012

Cartas para Julieta - Lise Friedman com Ceil Friedman



Esse livro foi uma das maiores decepções literárias que já tive. Eu assisti primeiramente ao filme e adorei (é clichê e bem bobinho, mas é romântico e é impossível não ficar derretido, não é?) então pedi o livro emprestado para uma amiga, porque assim que descobri que tinha livro, fiquei bem animada para ler, já que tinha gostado do filme e esperava algo mais profundo do livro.

Logo que o livro chegou, descobri que não se tratava de um romance que abordava a história do filme, mas sim um livro escrito por duas irmãs que contavam a história das cartas para Julieta, a ligação com a cidade italiana de Verona, as secretárias de Julieta, a casa dela, enfim... Um relato mais histórico.

Confesso que isso me agradou bastante, pois eu iria ler algo diferente do que é abordado no filme, não seria uma leitura tão desgastante e repetitiva... Mas...

Sempre tem um mas, né?

O livro é muito, mas muito mal escrito. Eu não sei se isso ocorreu porque o livro foi escrito por duas pessoas diferentes, mas eu achei o livro bem mal escrito mesmo. A escrita é muito contínua e cheia de informações e dados. As autoras, em diversos momentos, fazem confusão sobre vários fatos da obra, até mesmo sobre o fato de Julieta ter existido ou não. Confesso que isso me deixou bem irritada porque é tanta informação que você não consegue parar pra respirar. Apesar de ser um livro bem pequeno, não é daqueles para ser lidos numa sentada só, porque é tanta informação que você precisa ler fazendo pausas, para poder absorver melhor o conteúdo.

Os únicos momentos de alívio da história são quando algumas cartas enviadas para as secretárias da Julieta são divulgadas. Há cartas de todos os lugares possíveis e em todos os idiomas que você possa imaginar. Foi um dos únicos momentos da leitura que eu realmente apreciei. Ver tantas pessoas diferentes, de tantos lugares e de tantas culturas tão distintas unidas por um único propósito, um único sentimento. Cartas tão parecidas, mas ao mesmo tempo tão diferentes. Únicas e belas, porém ao mesmo tempo singulares iguais ao imenso sentimento que as une, o amor.

Enfim, leitura é algo muito pessoal, a impressão de leitura varia muito de pessoa pra pessoa, portanto leia e avalie por si próprio, mas essa é minha opinião. Um livro que tinha tudo pra ser excepcional, mas que foi escrito pelas pessoas erradas, infelizmente. Não que eu ache que escrever livro em dupla dá errado, muito pelo contrário. “Vinho e Guerra” foi escrito em dupla e é um dos meus livros favoritos. Só que com este aí não deu certo. Mas não descarto a recomendação, você pode gostar se tiver paciência, quem sabe? Pra quem não tem paciência e não gosta de informação em excesso, o filme é uma boa pedida.

9 comentários:

  1. Ai, que decepção! Até fiquei um pouco desanimada, porque amei o filme e comprei o dvd para minha pequena coleção, por realmente adorar a história. Gosto de conhecer sobre lugares e sua história, porém creio que quando duas pessoas escrevem um livro têm que possuir pensamentos o mais parecido possível e assim ter as mesmas crenças. Uma acreditar na história de Julieta e outra não, fica complicadíssimo!
    Quase comprei o livro essa semana e agradeço ter visto outros livros que precisava mais urgentemente. Talvez eu o leia, apenas pelos fatos históricos. :x

    Beijos,
    Samyra Aquino (@umalimonada)
    http://samyaquino.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Anne! Já li Cartas Para Julieta e amei! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. ja vi o filme e amei. nunca li o livro, na verdade, até pouquíssimo tempo eu nem sai que existia um livro srsrs. Sua resenha me despertou a curiosidade de chegar o liv ro por mim mesma, é a segunda resenha que vejo e é a segunda desaprovando. to ficando curiosa para saber oq há com esse livro que o povo não gosta, mas gosta do filme rsrsrs
    te seguindo.

    juh neves- nossa estante- 1 ano falando sobre livros

    ResponderExcluir
  4. hummm acho q vou ver o filme rssrsrsrs to meio saturada de livros mal escritos o.O

    ResponderExcluir
  5. Ainda bem que li seu post,pois quase comprei o livro mas fiquei na dúvida.
    O filme eu já assisti confesso que gostei,mas agora o livro pelo que vc conta não vale a pena não.
    Passa lá no blog tem post novo.
    Abração,
    Alexandra

    ResponderExcluir
  6. Tem um selinho lá no blog para você,passa lá deixa um comentário e pega.
    Abração,
    Alexandra

    ResponderExcluir
  7. Ah, eu já sabia que esse livro existia e que era sobre as pessoas que respondem as cartas para a Julieta.
    Acho que o fator que não te fez gostar do livro foi ter criado a expectativa e quando chegou, descobriu que era outra coisa. Agravado à péssima escrita, foi um livro horrível.
    Mas, mesmo assim, se um dia tiver opotunidade, lerei-o.
    Beijos!
    Mariana,
    Ler é Conhecer.

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei o livro :)
    Acho sim que as autoras fizeram a maior confusão sem dizer ao certo se Julieta existiu ou não, mas acho que pela pesquisa que fizeram até elas devem ter ficado confusas.

    Ao contrário de vc, eu preferi ler o livro numa sentada só, e me senti super atraída e comovida com tudo o que foi escrito ;)

    Eu super recomendo ele!

    ResponderExcluir
  9. Eu amei esse livro.. Acho que causa estranhamento pela expectativa em relação ao filme e isso pode frustrar um pouco, também li numa sentada só.
    É um livro mais histórico mesmo então se não for o tipo de livro que a pessoa gosta de ler pode ser que pareça ruim.
    Recomendo s2

    ResponderExcluir