quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Auschwitz: O Testemunho de um Médico - Miklos Nyiszli


Esse, sem dúvida, é o livro mais forte que já li sobre Holocausto e Segunda Guerra Mundial. Acho que só “O Último Judeu” faz parâmetro, mas esse, ainda assim, consegue ser o mais forte e chocante que já li.

Quem conhece a Karen Pereira, a verdadeira pessoa por trás do pseudônimo de Anne Marie, sabe o quanto eu sou completamente louca por esses assuntos. Sempre estou lendo cada vez mais livros, assistindo filmes, vendo séries e documentários sobre a Segunda Guerra Mundial e tudo o que a envolve. Pensei que já tinha lido e visto de tudo. Mas o relato desse médico húngaro que esteve em Auschwitz e trabalhou com o carrasco Josef Mengele me surpreendeu.

O médico patologista húngaro Miklos Nyiszli chegou a Auschwitz junto com sua mulher e sua filha. Por ser médico patologista, falar alemão fluentemente e ter se formado em uma universidade também alemã, é escolhido por Josef Mengele para trabalhar dissecando corpos em Auschwitz. As coisas que ele testemunha são simplesmente chocantes. É óbvio que eu não posso transcrever aqui porque é spoiler, mas as coisas que ele viu e relatou, eu jamais tinha visto antes.

Acredito que este livro seja mais pesado que outros porque o patologista húngaro fazia parte de um grupo de judeus privilegiados no campo, que por executarem certos trabalhos que eram essenciais aos nazistas, eram tratados com mais regalias do que outros prisioneiros. Só que esse médico trabalhava diretamente com os corpos das vítimas que lhe eram enviadas, além de ter acesso a Josef Mengele e ver muitas de suas atrocidades. Creio que é por isso que esse livro tenha me chocado tanto: ele mostra coisas que não vimos em outros livros. Coisas que os filmes não mostram.

O livro narra, em um trecho, uma menina que milagrosamente havia sobrevivido à câmara de gás – coisa que era praticamente impossível. Esse relato é um dos muitos do livro que chocam, tanto pela frieza quanto pela crueldade.

Há um filme desse livro, chamado The Grey Zone (Cinzas da Guerra, em português). O filme não é ruim, é interessante, mas nem preciso dizer que o livro é mil vezes melhor, né? Mudaram bastante a história do livro durante a adaptação, o que me desagradou um pouco.

Enfim, esse livro, apesar de muito bom, é bem raro. Acho que pelo conteúdo ser forte, ele não é vendido em livrarias e é difícil achá-lo à venda na internet.
A maioria das pessoas que conheço, inclusive eu, leu por download. Dá uma olhadinha aí pela internet que você acha.

Recomendo a leitura desse livro para todos que querem conhecer a que ponto a crueldade humana já foi capaz.

6 comentários:

  1. Oii,
    Vim conhecer seu blog e gostei muito do jeito como você escreve. Eu realmente não gosto de ler livros assim, muito pesados. Sei que era a realidade da época, mas prefiro livros mais leves.
    Adorei o livro 'Cinderela Chinesa'. Vou coloca-lo na minha listinha.
    Beijos e Sucessso!

    ResponderExcluir
  2. Oi!!
    gostei muito, também adoro ler sobre a segunda guerra mundial, assim como a primeira,gosto muito de história e esse livro me chamou muito a atenção.
    Beijos

    Magia Literária

    ResponderExcluir
  3. Olá.Essa é minha primeira visita ao blog.Vim conhecê-lo após o convite que tu me fizeste pelo skoob.Adorei seu blog e já estou lhe seguindo.Seu blog é muito bem organizado e suas postagens muito bem elaboradas.Gostei muito da resenha,ainda não conhecia esse livro.
    Te convido a conhecer meu blog e segui-lo também.Aguardo sua visitinha!
    Bjs!
    Zilda Mara
    @ZildaPeixoto
    http://www.cacholaliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Olá Anne. Assim como você gosto muito desses assuntos, procuro assistir, ler e pesquisar sobre a II Guerra Mundial. Esse livro, no caso, estou na página 117, quando encontram milagrosamente a mocinha dentre as pilhas dos mortos, e confesso cada página me choca mais e mais. Livro pesado, palavras fortes de sofrimento, crueldade sem tamanho.
    Estou te seguindo, adorei sua resenha.
    Bjinhos
    Lariii

    ResponderExcluir
  5. Olá! Quero ler O último judeu, vc poderia me dizer o nome do autor? Parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir
  6. Olá! Quero ler O último judeu, vc poderia me dizer o nome do autor? Parabéns pelo blog!!

    ResponderExcluir